Processamento Auditivo

PROCESSAMENTO AUDITIVO

Processamento Auditivo (PA) é o conjunto de processos e mecanismos que ocorrem dentro do sistema auditivo em resposta a um estímulo acústico e que são responsáveis pelos seguintes fenômenos: localização e lateralização do som, discriminação e reconhecimento de padrões auditivos, aspectos temporais da audição, incluindo resolução, mascaramento, integração e ordenação, performance auditiva com sinais acústicos competitivos e com degradação do sinal acústico (ASHA, 1995).

 

Características dos indivíduos com Transtorno do PA

– dificuldade em compreender a fala na presença de ruídos e/ou em grupos;

– tempo de atenção curto;

– ansiedade e estresse quando escuta;

– facilmente distraído;

– dificuldade em seguir direção;

– dificuldade para lembrar informações auditivas;

– pior habilidade de fala, linguagem escrita e/ou leitura;

– comportamento impulsivo;

– dificuldade de organização e seqüencialização de estímulos verbais e não-verbais;

– utilização de pistas visuais para compreender a mensagem falada;

– tempo de latência aumentado para emissão de respostas;

– respostas inconsistentes aos estímulos auditivos recebidos.

 

Um transtorno no processamento auditivo só pode ser detectado por meio de testes específicos que avaliem a função auditiva central.

A queixa mais característica do transtorno do processamento auditivo, entretanto, é a dificuldade para ouvir em ambientes acústicos desfavoráveis (ruidosos, com vários interlocutores ou com distorção da mensagem falada), na presença de avaliação audiológica básica dentro da normalidade.